March 22, 2008




Curiosamente, "I'm Not There" tem várias semelhanças com "Takeshis'" : a estrutura fractal não-linear, as liberdades surreais, o personagem real que se torna ficcional.

É ousado e ambicioso, e não poderia ser mais adequado para retratar a figura em que se inspira. Seis atores, seis lados de Bob Dylan, seis vozes. Sete, se contarmos a narração. Oito, nove, dez e tantas mais se contarmos ainda Charlotte Gainsbourg, Eddie Vedder, Stepehen Malkmus e outros que entraram na trilha sonora. Algumas são mais audíveis que outras - como as performances incríveis do Christian Bale e da Cate Blanchett. Como o menino Marcus Carl Franklin, que é de outro mundo. Outras são dissonantes, como o episódio do Richard Gere, cuja presença eu demorei pra entender. E tem aquelas notas de fundo, como o Heath Ledger - que, I know, eu sinto ter morrido tão jovem, mas nunca foi um grande ator, e neste filme não é exceção. A parte do Ben Whishaw é o solo, a voz que canta o tema - irônica, insolente e nem aí.

Já aviso que sim, é preciso conhecer a vida do Dylan pra se "pegar" o filme. Mas para os fãs, há cenas impagáveis, como a que expressa exatamente o que foi a transição do folk para o rock : um tiro na cara daquele público que consegue ser pentelho até hoje com essa história - "toca Blowin' in the Wind!". Adoro.

3 comments:

lisa said...

ah, eu não entendi bulhufas o richard gere. o q eu sei é que tem um filme do billy the kid que a trilha é do b.d., no qual ele tbm tem participação. me explica isso, por favor. no mais, o filme é animal, curti. achei veloz. muito bom dividir as várias fases em vários personagens diferentes, tirando a idéia de uma biografia com linha de tempo sequencial, sei lá. pelo menos foi isso que senti.

Cris A. said...

Ah, não consegui ver nesse fim de semana! >.<

Com expectativas altíssimas, vou tentar ver no próximo...

Estava olhando ontem um livro da Rolling Stone com entrevistas essenciais do Dylan, segundo o título; as de 65/66 são as que ele está mais insuportável, haha. Vi os trechinhos da Blanchett e ela se saiu muito bem.

(http://youtube.com/watch?v=KLoITRXSVP4&feature=related - Gracinha :P)

Annix said...

é, foi isso que eu entendi do billy the kid - a referência ao filme. no mais, acho que foi uma viagem do todd haynes...os outros personagens são tão bem montados.

A Cate Blanchett é surpreendente!