July 08, 2008

A moça, grávida de oito meses e meio, começa a sentir as contrações na madrugada de sábado. Anota o intervalo entre elas, pega as coisas e vai pro hospital. Lá, dizem pra ela voltar pra casa, que ela ainda tem pelo menos umas duas semanas antes de dar à luz. "Mas as contrações já começaram!", argumenta a moça. "Naaaaah, pode ir tranquila, não vai nascer agora não". Consigo até ver a mãozinha dispensando. Não tendo outra alternativa, a moça volta pra casa. E uma hora depois, pluft - o bebê nasce. É, em casa. Mal deu tempo de chegar a parteira.

Hospital holandês, né? Preciso dizer mais?


(mas tudo bem, foi tudo ok e o Quim e a Sri são os mais novos pais do pedaço! :)

9 comments:

Eu penso que... said...

Já tinha ouvido falar que aí na Holanda, as grávidas não vão mais aos hospitais.
A maioria dos partos é feito em casa, com parteira: o parto assistido.
Só em último caso é que encaminham pro hospital. Isto é verdade???

Galaxy Of Emptiness said...

Nossa! Então no meu aniversário ela já estava grávida!? Nem reparei! Ela já sabia?
Que legal!!! O Joaquim fez o parto!? É menino ou menina?
Mande os meus parabéns, please!

Gal said...

Menina, sério??? Eu sempre imaginei a Holanda tão diferente. Mas, acontecer uma coisa assim...
Que bom que está tudo bem. Felicidades e saúde para a família.

Beijos e namarië.

Antonio Da Vida said...

Desta vez eu tenho que concordar com você, o sistema de saúde holandês é mesmo um dos piores da Europa, é impressionante o descaso de médicos e enfermeiros em geral em relação aos pacientes, as listas de espera, as consultas médicas de 10 minutos em que você é que tem que explicar para o médico o que ele tem que fazer e as receitas de paracetamol para dor de cabeça, gravidez, hepatite, câncer e resfriado. Isso mesmo, na Holanda os médicos só prescrevem paracetamol e só aceitam te dar um antibiótico se você já está morrendo.
Os partos na Holanda são feitos na maior parte das vezes em casa por uma questão de cultura médica, e por isso mesmo a Holanda tem a triste medalha de ter o mais alto índice de mortalidade infantil pós natal na Europa Ocidental, simplesmente porque como os bebês nascem em casa, não têm todo o aparo médico em caso de problemas, ou seja, se der problema, os bebês morrem mesmo, como no século XIX.
É incrível como todo mundo tem uma história ruim pra contar sobre o sistema de saúde da Holanda... e o pior é que o governo acredita que o sistema de saúde holandês é perfeito porque é um dos únicos na Europa que não está no vermelho... claro que não, não vai estar nunca no vermelho, se eles só receitam paracetamol!!!
Em todo caso, parabéns ao Quim e a Sri...
XX/A

Lannah Sistah said...

Caramba, que história!
Ainda bem que deu tudo certo!
Meus parabéns pro Quim e pra Sri!!
beijos

Arnild said...

1)Outro dia vi na TV uma cena dessas, em que uma mulher se contorcia em sua própria cama tentando por o filho para fora. Sem comentários...
2)Minha amiga panamenha saiu da sala de parto febril e o recém-nascido também estava com febre (palavras dela), pois havia sido mandada de volta para casa, com a bolsa rompida, por uma enfermeira que insistia que ela "apenas" havia urinado.
No dia seguinte, com dores tremendas, foi de novo ao hospital e ainda recebeu um carão da colega-enfermeira[:-o], antes de passar pela cesariana. Resultado: mais uma traumatizada pelo "parto holandês".
O pior é que tem gente que acha que, fora disso, só há um bando de mulheres frescas e mimadas... O sistema de saúde holandês é apenas um dos exemplos locais de como o comunismo pode dar certo, já dizia um grande amigo meu >:-)<
Beijos!

Annix said...

pois é, gente! E o bebê ainda por cima é prematuro, 2,6 kg. Não teve cuidados especiais, nada, nasceu sozinho porque tava a fim de sair. Pra ser mãe na Holanda tem que ter coragem ou falta de opção mesmo.

A Sri já estava grávida no Brasil, mas esperou dar os 3 meses pra anunciar :)

Tia Cris said...

*Fazendo as contas nos dedinhos*
Miníuna, então em dezembro ela já estava grávida mesmo!
E que sistema de saúde, hein? Na bôua: nesse quesito aí, prefiro ficar no Bananão e depender do SUS, porque dá no mesmo.
E parabéns pro Quim e pra Sri!!! \o/ Como é o nome do miúdo?

Annix said...

Milan!