November 07, 2008

Jetlagged e sem dormir há mais de 30 horas. To naquele estágio que não é propriamente sono, mas onde as palavras me escapam e não consigo terminar uma em cada três frases.

Acordei às 3 da manhã do dia 6 pra levar minha mãe ao aeroporto. O carro (chamado pelo Dial7) chegou no horário e, sem trânsito, chegamos em 20 minutos ao JFK. Ela embarcou pra SP, e eu peguei o metrô de volta pro hotel às seis. Comi um bagel às oito, arrumei o que faltava das malas e sai de novo às 10. Passei por uma H&M e comprei mais umas roupas, depois fui na Barnes&Noble da 5a Avenida pra procurar uns livros (não achei) e depois fui ao Grand Central Market (Lexington @ 42nd St), um mercado tipo aquele do Shopping Morumbi e esqueci o nome, mas dentro do Grand Central Terminal. Queijos, flores, especiarias, embutidos, peixes, pães. Conciso, mas abrangente. Comprei sopressata, queijo taleggio, saucisson sec e várias outras delícias.

Voltei ao hotel, confirmei meu late checkout, larguei as compras e decidi que queria almoçar um banh mi. Um dos favoritos da cidade é o da Saigon Bakery, na 138 Mott St. Peguei o metrô até Chinatown e enfrentei o mar de gente na Grand St. A Saigon fica nos fundos de uma lojinha de jóias e acessórios. Bizarro, mas é assim mesmo : um balcão, uma geladeira de bebidas e duas pessoas montando os sanduíches. Pedi um número 1, descrito apenas como "pork". Enorme e apenas 3,25 dólares.

Daí, como eu já estava lá mesmo, resolvi passar na centenária Alleva e levar um Italian combo também. O atendimento é simpaticíssimo e o sanduíche obscenamente grande, por 7,50. E eu, sozinha. Claro que deixei metade pra camareira do hotel.

Voltei pro hotel, tomei banho, comi, fechei as malas e desci. Desta vez, chamei um shuttle (19 dólares) que chegou às 17h. Pra quem não tem pressa, tem bagagem e está solo, é uma das opções mais práticas. Como o trajeto corta todo o Queens, fui ouvindo Ramones :)
Como já tinha feito o check-in pela internet, só despachei a bagagem e fiquei lendo meu livro. Comi a outra metade do banh mi e fui pro portão de embarque.

Tempo de vôo curto, seis horas e meia apenas. Com o serviço, não sobraram mais que três horas pra se dormir, e fiquei lendo. Cochilei uma meia hora. Já fazia 24h acordada. Duas horas depois, já tinha passado pelo controle de passaportes, esperei uma eternidade pela bagagem e cheguei em casa. Acabei de desfazer as malas.

E se eu for dormir no horário de sempre, lá vou eu pras 40h...

1 comment:

Gal said...

Menina, fiquei com sono só de ler! Imagina você! Vai dormir!

Beijos e namarië