March 03, 2009

Fui conhecer hoje um centro cultural relativamente novo, o SMART Project Space. Com cinema, salas de exposição e um bar-restaurante, ele ocupa um prédio imenso que foi um laboratório de Análises Patológicas. A exposição em cartaz é "Coalesce : Happenstance", que como diz o nome, é um coletivo de trabalhos individuais, mas pensados como conviventes. Faz sentido? O aproveitamento do espaço ficou um pouco bizarro, mas acho que funcionou. O mais interessante pra mim estavam nas três últimas salas. Coincidentemente, tudo em videoarte. Curti o retro-feminista "Consciousness, Understanding' N' Trust" da Oriana Fox, de quem eu tinha só ouvido falar, e logo de cara me lembrou dos retratos da Cindy Sherman. No site dela tem alguns trechos, vale olhar.
Outro que achei divertido foi o "the 5 Boroughs of Soul", do inglês David Blandy. Descalço, vestido de monge shaolin e munido de uma vitrolinha portátil, ele faz uma peregrinação pelos 5 boroughs de NYC atrás dos pontos mencionados em vários clássicos do soul. Despretensioso e legal.
Mas "Shut the Fuck Up", uma sequência de 3 vídeos do grupo General Idea sobre arte e sua relação com a mídia, me fez parar e prestar atenção. Achei interessante levantar criticamente a questão da "arte-espetáculo-para-consumo" e da postura/participação/motivação do artista nisso. O episódio do "Batman" que eles usam pra ilustrar é perfeito, de um concurso de arte em que o Coringa leva o prêmio tendo apresentado uma tela em branco, mas com todo um blablablá sobre o conceito - que pelo visto enganou bem o júri (que quis ser enganado). Os outros participantes não ficam atrás : um macaco que cria uma tela jogando tinta e tomates (acho), um cara pintando com os pés, e por aí vai. No link tem os vídeos online, e recomendo, nem que seja pra ver o incrível balé dos poodles, hehe. Aqui, a parte I e II:



E aqui a parte III :

1 comment:

Cris A. said...

Haha, muito legal o episódio do Batman. E gostei do balé dos poodles (a musiquinha é muito earworm xD)