October 11, 2007

Bom, a brincadeira de "abrir o livro mais próximo na página 161 e transcrever a quinta frase completa" deu sua 7564ª volta ao mundo e fui tagged pela Julia.

É curioso como certos termos acabam sendo usados ou entendidos de forma errônea. Eu ia dizer que esse jogo não poderia ser chamado de meme. Meme é um termo cunhado pelo autor do livro "The Selfish Gene", Richard Dawkins. Pela definição, teria de ser um elemento cultural que vai sendo transmitido se for considerado relevante (o que é relativo), como se fosse uma informação genética. Algo que aprendemos com outros, interpretamos e realizamos do nosso jeito, e eventualmente passamos adiante. Uma lenda urbana é um meme. O jingle dos Cobertores Parahyba é um meme. O marketing viral é um meme. Nosso comportamento social é memético, assim como nosso aprendizado da linguagem. Contudo, pensando nisso, acho que o próprio conceito de "meme" se tornou um meme em si - foi entendido ou empregado erroneamente por alguém em algum momento, e está sendo difundido nessa nova forma. Interessante.

Dito isso, vamos lá. Aqui o livro é "Japonês em Quadrinhos", do Marc Bernabé, e a frase é "Em português fazemos uma diferenciação apenas entre 'irmão' e 'irmã'".
Essa informação foi útil pra alguém? É, imaginei.

9 comments:

João said...

Sou fã do Dawkins, enquanto evolucionista, não da fase destruidor de deuses. Esta sacada da evolução dos memes é muito boa, porque a evolução é um erro na cópia genéticas que de alguma forma faz este novo ser "errado" replicar mais. Normalmente fico puto quando alguém distorce algo, agora verei isto com outros olhos.
Belíssimo insight.

Eu penso que... said...

Annix
Simplesmente genial. Vc foi a única a me trazer uma luz para este negócio de meme. Estava difícil de entender não só o significado como o significante.
Também tive o meu e já cumpri. Além de ter passado adiante.
:>]
---------------
Estou te passando as minhas stats por email hoje, ok?
Bjs.

Antonio Fontelles said...

ser ou não ser meme, eis a questão... memer ou não memer (ou seria "memar"?), eis a questão...
tive um sonho estranhíssimo esta noite. Sonhei que estava lendo o seu blog (isso, o seu mesmo, este aqui) e no seu texto você saía criticando todo mundo, disparando feito uma metralhadora em todas as direções, não sobrava pra ninguém, e eu me perguntava, "nossa, a Anna está braba hoje..." ;-)
XXX/A

eu said...

Oi Annix, então, acho que essa estória dos memes é só para divulgar os blogs e trocar links, de uma maneira que não pareça que vc está querendo ser "linkada" de qualquer maneira. Não lhe parece isso? Mas como não sou do contra e afinal uma brincadeirinha não faz mal a ninguém, achei de bom tom participar. No mínimo a gente interage com outros blogueiros.
Ah, eu pensava que o termo meme vinha do francês, que quer dizer " mesmo", já que todo mundo posta sobre o mesmo assunto nestas correntes...

Gal said...

Só um detalhe: o que é genético e o que é aprendido?
Sei lá, acho esse assunto fascinante, mas nunca li Dawkins pra ir mais fundo do que isso. A minha visão, tanto de linguagem quanto de cultura, é basicamente aquela difundida pela Psicologia Sócio-Histórica. Com o complemento de Maturana, que volta com o contexto biológico para a questão.

Beijos e namarië.

Gal said...

Mais uma coisinha: quando eu separo linguagem de cultura é por um mero detalhe didático. Já que um constitui o outro e vice-versa.

Beijos e namarië.

DaniCast said...

Nossa, o livro mais próximo na página 161??
Ok.
Tem uma figura na página 161 do livro mais próximo. É a pintura "O pintor e seu modelo", de Henri Matisse. O livro é Realismo, Racionalismo, Surrealismo - A Arte no entre-guerras.
Coisas randômicas são tão non-sense!

DaniCast said...

E agora eu fiquei aqui pensando em informações comportamentais que são claramente genéticas o que faz com que gatos saibam que nós adoramos que eles rocem nas nossas pernas porque dá tempo de passar essa informação adiante mas faz com que eles não saibam que prédios altos com janelas são perigosos. Tá, não fez sentido, mas a Ana entendeu.

Kris said...

Estou com preguiça de levantar do sofá pra pegar o livro. Blé. Mas depois vou copiar esse negócio, hoho.