May 26, 2008

O The Hague Jazz foi mais que um festival, pra minha surpresa. Realizado num centro de convenções em Den Haag, parecia mais uma grande feira de música, com estandes de CDs, livros, instrumentos e massagem (!?!). Até cabeleireiro, bem no meio do saguão principal - bizarríssimo. Barracas de pizza, cachorro-quente, batata frita, sanduíches, sorvete, sushi, ostras, champanhe, cerveja...o_Ô

Mas vamos à programação. Fomos mais pelo Stanley Clarke, que no final das contas fez uma apresentação morna e nada brilhante. Bummer. E Akira queria muito ver o Level42 com participação do Billy Cobham, conhecido pelo trabalho com o Miles Davis e a Mahavishnu Orchestra. Foi bacana, o duro foi aguentar o povo fiRma na platéia. Acabei curtindo mais os pedaços de shows que fomos pegando aqui e ali - de um trio cover de Andrews Sisters (fofas, de uniforme e tudo) à cantora malinesa Mamani Keita. Demos uma espiadinha no Mike Stern, no Seun Kuti, no CHIC e no The New Mastersounds. Tudo ok, mas nada empolgante. Muita gente me tira a paciência.

4 comments:

gibson said...

stanley clarke morno?
será que ele está cansado?

Andréa N. said...

Ai que legal, quanto show delicia! E a gente tambem perde a paciencia total com muita gente em volta. Eh duro.

lisa said...

olá, annix, td bem?

passeando pela internet encontrei uma entrevista antiga com a sofia coppola sobre a cidade de paris.

sei que você gosta muito de lá e não sei se ainda leu essa matéria, então segue o link ( a entrevista é bem legal e tem fotos bonitas ):

http://travel2.nytimes.com/2006/09/24/travel/tmagazine/24coppola.html?pagewanted=1

espero que goste.

beijocas!

Annix said...

gibs, acho que estava cansado sim, e o som estava inaceitável tb :-\

andréa, tem gente demais no mundo! hahahaha

obrigada, lisa chérie, vou ler! :)