January 14, 2007

Na quinta, depois de bater perna pelo bairro em busca de uma mala nova, eu e as visitas fomos para o centro. Mais compras, hahaha. Akira nos encontrou mais tarde e fomos todos para o Beurs van Berlage ver a polêmica "Bodies - The Exhibition". E chegamos todos à conclusão de que se alguém se chocou com essa exposição é porque tem algum problema sério em se reconhecer como ser humano. Não é sensacionalista nem chocante como os comentários fazem crer, e sim extremamente didática.

(bom, eu tive uns dois anos de aulas de anatomia na universidade, então não havia nada de novo lá, mas imagino que para algumas pessoas seja o primeiro contato com cadáveres dissecados e expostos, e portanto meio impressionante)

Esse tratamento pelo qual passam os corpos (substituição da água por um polímero) é realmente genial - mantém as cores dos músculos (formol deixa tudo meio amarelado/acinzentado), não tem cheiro e preserva perfeitamente pele, veias, tendões, gordura, membranas. Ficamos um bom tempo circulando entre as peças e comentando. A parte do sistema circulatório é especialmente linda, e a dos fetos me fez entender em parte a posição de quem é contra o aborto.

O ingresso é salgado (22,50 euros), mas vale bem a pena. Crianças curiosas, então, devem adorar. Só não se esqueçam de agradecer mentalmente aos donos dos corpos pela oportunidade fantástica de observar e refletir sobre o que nos torna mais que meros pedaços de carne ambulantes.

2 comments:

Cris Camargo said...

Nhaiiii, eu queria ver. Fui rapidinho no site e criquei no calendáriozinho de compra de tickets na "data aproximada" (aham), mas apareeu "no dates scheduled"... Inté quando a exposição fica aí??

Anonymous said...

Como frequente espectador dos diversos canais do discovery channel, constatei que grande parte dos temas da exposição funcionaram como um exercicio de memória no que se refere a questões AnnAtômicas.
O que realmente me chamou atenção foram as reações do publico perante aos objetos expostos .
Em outras palavras, um cara grandão e meio gordo que desmaiou (caiu de boca no chão com todo o peso do corpo etc e tal) do lado de uma das peças expostas.
Pensei em principio que o cara teve um ataque epilético, mas acho que não foi, pois num rolou aquela tremedeira espásmica tipica que faz parte desses casos.
Me diverti muito ao ouvir pessoas fazendo comentários do tipo "olha, essa doença (cancêr ou coisa do genero) parece com aquele lançe que levou a vovó ou a tia pro outro mundo etc e tal.
AFFE !!
Eu mesmo gastei boa parte do tempo viajando nums lançes aos quais me identifiquei (joelho e pulso detonados, Fuscão (pulmão) preto ,etc)
Afora as "coisas" que levaram meus pais dessa pra uma outra.
AFFE !!
Mas gostei muito da exposição, realmente muito educativa.