August 03, 2007

"Ratatouille" já está sendo aclamado nos food blogs mundo afora como uma absoluta delícia. E com razão. Mas mesmo quem não tem uma paixão profunda por gastronomia, Paris, desenhos da Pixar ou ratos com aspirações humanas vai adorar o filme. Primeiro, porque eu não acredito que exista um ser humano pensante que não goste de pelo menos uma das alternativas acima. C'mon : Comida? Criaturas fofas e carismáticas? PARIS? Ya gotta be kidding me.
Segundo, porque é dirigido pelo Brad Bird, que até agora tem dois filmes muito adoráveis no currículo : "The Iron Giant" e "The Incredibles" - que, se não são nenhuma revolução no cinema, ainda assim são divertidos e emocionantes sem cair no piegas.
Com colaborações de gente como Tony Bourdain e Thomas Keller, é um retrato surpreendentemente realista da rotina cachorra de uma cozinha profissional entremeado com uma boa dose de fantasia e (acima de tudo) amor à arte culinária - que sim, é tratada como arte, mas acessível a meros mortais. Quem se entusiasma com o perfume de um ramo de tomilho vai saber do que estou falando.
E, não sei se ando hormonalmente emotiva demais, mas a verdade é que eu quase chorei quando Rémy, o ratinho, descobre estar em Paris e vislumbra a cidade do alto, com todas as suas luzes. Se alguém ama Paris como eu, vai entender. E o insight do crítico ao provar o prato que dá nome ao filme é absolutamente emblemático para se compreender o poder de um sabor - de transportar, excitar, confortar. Delightful.

5 comments:

Beth Blue said...

hormonalmente emotiva demais...gostei ;-)

E pra variar você sempre vê os filmes antes de mim! Eu tô louca pra assistir Ratatouille, vou levar o Liam quando ele voltar das férias...Amo Pixar, Paris e a boa gastronomia, só não faço questão dos ratos mas estes aqui até que são fofinhos (assisti o trailer).

beijos e tot ziens!

Anonymous said...

O rato não fez nenhum prato com queijo ?

Gal said...

EU TAMBÉM QUASE CHOREI NESSA CENA! O filme é uma gracinha mesmo.
Mas a cena das ratazanas no teto, caindo com o lustre, me fizeram esquecer que Remy é uma gracinha. Eu levantei as pernas!

Beijos e namarië.

xris said...

eu tenho acessado pelo anonymouse mesmo. mas é um PORRE, né? será que eu reclamo na telefônica e peço desconto? afinal, eles não estão me proporcionando navegação para toda world wide web. hahaha.

annix said...

Eu acho que tem que reclamar mesmo.

Po, eu não tenho medo de rato, mas o comment da Gal me fez sorrir :-)