June 08, 2008

Há algo de muito liberador e terapêutico em passar uma tesoura pelos cabelos com as próprias mãos.

Comecei cortando o cabelo da minha irmã, há dez anos. Um tempo depois, me enchi com os cabeleireiros que nunca entendiam o que eu queria, e comecei a cortar eu mesma meu cabelo. Never looked back.

De um ano pra cá, deixei crescer. Fazia 20 anos que não usava o cabelo tão comprido. Aí, ontem amarrei com um elástico e cortei. Ha. Acertei os detalhes do corte depois, e tá bom. Totalmente irregular, mas é meu, hahahahahahahahahahahaha

6 comments:

lisa said...

foto!

ale said...

Puxa, que coragem! Mas com certeza deve ter ficado bacana! Posta uma foto pra gente ver!

Andréa N. said...

Que ótimo! Poxa, se eu conseguisse. Nunca encontrei alguém aqui que acertasse meu cabelo. Aliás, encontrei um carinha, mas ele sumiu do salão e ninguém sabe do paradeiro dele.

Foto, please!!

Lannah said...

Quero ver!!

Ahhh, que saudades de você cortando meu cabelo, eu sempre falo que só uso cabelo comprido hoje em dia pq vc se mudou pra A'dam... pior que é verdade! :^D

muié said...

Óia, enquanto eu estava no crube das "people who cut their own hair" meu cabelo estava ótemo. Daí caí na asneira de ir num cabeleireiro de Copacabana e pedi pra deixar a juba mais leve... Primeiro, a bee reclamou que meu cabelo estava com um lado maior que o outro. E depois, fez aquele ESTRAGO que ocê viu e que só agora tá se ajeitando. :(

Fabiana said...

Eu corto a franjinha de vez em quando.

Ainda visito esse planeta em que pessoas cortam o próprio cabelo. Mas quero um pente-navalha primeiro.